segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Felicidade

Imagem coletada no Google Imagens
Felicidade
 
Fechando os olhos... a deixei passar!
Oh, doçura de minha aurora!
Passaste e eu não vi teu caminhar,
Silente, sobre as minhas horas.
 
Passaste, sorrateira a balouçar,
Os sonhos que ainda trago em meu agora.
E hoje sobre as águas do meu mar,
Eu olho o meu amor que vibra e chora.
 
Distante dos meus beijos e carinhos,
Distante destas mãos tão calejadas,
Distante e tão distante em nossos ninhos,
Distantes em luares, madrugadas
 
Distante dos meus olhos alagados,
Somente a contemplar, fotografias,
Do riso em tua face meu amado,
Eu vou vivendo, assim, minha utopia.
 
Edith Lobato – 27/09/14

26 comentários:

  1. Quase todos nós vivemos uma utopia, linda amiga Edith, seus versos são lindos, parecem mais que falam de saudade, mas adorei o título: "Felicidade"!
    Abraços apertados doce amiga!

    ResponderExcluir
  2. Um amor distante... uma saudade... lágrimas! O sonho da felicidade que feneceu. Lindíssimo poema querida amiga Edith
    Beijos e uma linda semana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Gracita, alegre com tua visita e leitura. Beijos

      Excluir
  3. Boa tarde Amiga

    Um poema simplesmente fabuloso! Amei.

    Beijos


    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cidália, obrigada por tua leitura, bom te ver aqui. Bjs

      Excluir
  4. Boa tarde, a distancia na minha opinião é inimiga, também existe quem diga a distancia fortalece, tudo pode ser relativo menos no amor.
    Poema é lindo, profundo e amoroso.
    AG
    http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada AG por tua apreciação ao meu texto. Feliz dia.

      Excluir
  5. Boa tarde poetisa querida.. a felicidade nunca passa sem nada deixar.. bom quando a mesma vem e nunca mais vai embora..
    adoro teu rimar sempre com versos ricos..
    para a felicidade tem um video no youtube que adoro
    se chama programa vida inteligente- felicidade..
    se desejar confira.. bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Samuel, obrigada por teu comentário e leitura.

      Excluir
  6. E quando buscamos longe a felicidade, quando ela está debaixo do nosso nariz e não a enxergamos?
    Adorei o poema, Edith

    beijoo'o
    flores-na-cabeca.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Simone, obrigada por tua leitura, querida.

      Excluir
  7. A felicidade quando chega,devemos agarrá-la com todas as nossas forças,para que não seja dispersada dos nossos sentimentos.
    Lindos versos amiga Edith.
    bjs-Carmen Lúcia.
    Bjs e obrigada pela visita.
    Carmen Lúcia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carmem, obrigada por tua leitura, feliz com tua visita. Bjs

      Excluir
  8. Oi Edith. Postei em felicidade porque:
    Lendo em bride, vi de uma vida o outono; porém quando li felicidade, alegrei-me por ver que no outono muitas espécies de modo estratégico, para preservar energia, lançam suas folhas. Mas antes que elas caiam, ficam lindas assim como as flores na primavera. Vi também que este belo exemplar dessa espécie em particular, deva ter recebido a chuva serôdia e temporã. Com isso, continuar a proporcionar alegria em ler seus escrito. Parabéns que Deus ter abençoe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Anônimo, honrada com tua leitura e com tua apreciação sobre meus textos. Fico agradecida, embora não saiba quem és. As estações da nossa vida dependem muito das escolhas. Feliz dia pra ti. Obrigada e obrigada.

      Excluir
  9. Olá Edith,
    Felicidade quando vem, tem dessas coisas, e por vezes, vai-se sem a gente dar fé.
    Mas eu sou das que defende, que Felicidade não é linear, mas sim uma coleção de momentos ou fases, em nossa vida. Quando se vai um momento desses, há que estar atento ao próximo, para que não passe sem ser plenamente vivido e para que nos encha de boa energia, para enfrentar os momentos menos bons.
    um bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também acredito nisto Carmem, Obrigada por tua leitura e apreciação. Bom domingo querida. Bjs

      Excluir
  10. Olá, boa noite!
    Obrigado pela sua visita à minha poesia.

    * Pois, amiga: utopia e... nostalgia!

    Saudações poéticas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vieira eu que agradeço tua leitura. Logo volto a ler-te. Bom domingo.

      Excluir
  11. Ah, as distâncias!!!
    Ah, as utopias....

    Lindo, lindo!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As distancias machucam quando o coração deseja está perto. Obrigada Louraini. Bjs

      Excluir
  12. Bom de ler tua poesia!!
    A recitei em voz alta.
    Foi um momento "tudo de bom".
    Obrigada.
    abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Louraini, bom dia, obrigada pela leitura e logo estarei indo ler-te. Bjs

      Excluir
  13. Olá, Edith
    Bom tudo para nós.
    O que trazemos na memória, da velha infância ?
    Também, não sei.
    Portanto estou cá, para desejar um dia agradável, refletindo que, a maior obra do Criador, é você.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. José Maria, agradecida por tua leitura. Feliz domingo.

      Excluir

Muito obrigada por deixar registrado em, Matizes da Alma, sua visita e sua opinião. Receba meu carinho.