domingo, 9 de novembro de 2014

Eterno Amor

Imagem coletada no Google Imagem
No dia 7/11/14 a lua estava linda com 98% de visibilidade
Eterno Amor
 
Eu ontem contemplei divina tela!
Ao som da voz dulcíssima e amada.
Na lousa azul do ocaso, prateada,
A lua a nos mirar, formosa e bela.
 
A mesma emoção de antigamente,
Acelerou meu sangue na safena.
E eu senti a alma, ali tão plena,
Feliz por ser amada, simplesmente.
 
O amor que une nossos corações,
Viveu vibrando em cada amanhecer,
Por isto jamais pude te esquecer,
Por ser eterno em minhas emoções.
 
Amei-te quando o tempo à revelia,
Levou-te para longe do meu céu.
E em cada lua cheia que nascia,
Lembrava de tua face, amado meu.
 
Em nós o tempo não pôde apagar,
A força deste amor que é pura chama,
Embora tenha a vida feito drama,
Na alma ele viveu a ressoar.
 Edith Lobato - 8/11/14

14 comentários:

  1. Boa tarde poetisa..
    e muito bem vestida de tal amor esta tua poesia..
    rimas lindas e umas até que nunca tinha eu usado.
    o amor é eterno pq somos eternos..

    ao ler senti sonoridade e então metrifiquei as sílabas..
    vi várias frases com 10 sílabas certinhas e algumas com 9.. mas estas de parabens.. fica lindo com métrica. bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde Samuel, primeiro agradeço teu comentário que recebo com muita alegria. Tens razão sobre a métrica e quando posicionamos as tônicas a poesia parece cantar. Mas nesta poesia eu me preocupei com o sentimento que eu quis transmitir e nos versos de nove usei a licença poética. Na verdade eu compus esta poesia no dia 7 e a lapidei no dia anterior.

      Excluir
  2. Um poema encantador que me deixou enternecida! Amei

    Beijos, bom Domingo

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Cidália, obrigada pela leitura, querida. Bjs e linda semana.

      Excluir
  3. Sempre doce e apaixonada, Edith... Linda poesia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Almma, obrigada pela leitura e tenha uma linda semana.

      Excluir
  4. O máis belo dos poemas é o que trasmiten. Sua beleça, musicalidade, sem ficar encarcelados em metricas forçadas... Livres como os sentimentos que trasbordam ás almas e emocionam ao lector (*sic- Edith Lobato). Triste o poeta que precissa das estructuras rígidas para poder expresar os ditados do coração.
    Beleça maravilhosa. Musicalidade e sentimentos que emocionan. Outro grande poema de sua lavra, meiga-poeta amada e admirada.
    Bravo.
    Parabéns!
    Felicidades, mi meiga linda. Es espectacular. Que ninguna regla limite la espontaneidad de tus sentimientos. La musicalidad es perfecta. La belleza indiscutible. Es un gran poema.
    Besos con todo mi corazón desde España.
    Nievi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nieves, bom dia mi querida amiga irmã da alma. Muito obrigada por tua leitura e teu comentário. Espetacular és tu mi querida, estas mi corazón desde Brazil. Uma boa e feliz semana. Besos

      Excluir
  5. EDITH,

    que bela prece de amor!!!

    Um abração carioca.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Paulo, pelo carinho da leitura. Boa tarde.

      Excluir
  6. Olá, Edith, lindo, delicado; uma declaração de amor eterno!
    Um beijo. Lindo seu blog, amiga.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tais Luso, muito obrigada por tua leitura e apreciação. Feliz semana.

      Excluir
  7. Lindo de se ler e sentir, sentimentos, ah, somente isso é o que nos toca, senti a sua linda alma por aqui!
    Amei ler minha nova amiga!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Ivone, sinto-me acariciada por teu lindo comentário. Beijos e linda noite.

      Excluir

Muito obrigada por deixar registrado em, Matizes da Alma, sua visita e sua opinião. Receba meu carinho.